Tropeço marca começo de defesa de título do Nova Orleans

Jogadores do Urano comemoram o segundo gol de Willian, na vitória de 3 a 0 sobre o atual campeão Nova Orleans: faixa carimbada na estreia

Jogadores do Urano comemoram o segundo gol de Willian, na vitória de 3 a 0 sobre o atual campeão Nova Orleans: faixa carimbada na estreia

O atual campeão da Suburbana, Nova Orleans, teve uma estreia para esquecer na nova temporada que começou neste sábado (27). O time da Zona Oeste foi batido em pleno José Drulla Sobrinho pelo Urano, clube que acompanhamos parte da preparação, pelo placar de 3 a 0. Willian foi o nome do jogo pelo time do Azulão da Vila São Pedro com dois gols e a assistência para o terceiro gol, marcado por Adriano Marmita.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado (4), às 15h30, com o Urano jogando fora de casa contra o Trieste, no Francisco Muraro, e o Nova Orleans indo até o Solar do Bosque enfrentar o Renovicente.

Transição complicada para o UNO

Após o título da Suburbana do ano passado, muito coisa mudou no Nova Orleans. Alguns jogadores de destaque, como o meia Juliano, fundamental na conquista, deixaram o time. A campanha decepcionante da Taça Paraná provocou mudanças em toda a comissão técnica da equipe. Oliveira, o técnico campeão, deu lugar ao jovem Marquinhos Pateta, de 42 anos.

“Ficamos na primeira fase com um sentimento de derrota, sendo que poderíamos ter feito mais e ter ido mais longe. Mas nem sempre as coisas são da maneira que a gente quer. Tentamos corrigir os erros e esperamos ter acerto nos itens que elencamos como errados até este momento”, afirmou o diretor de futebol do Nova Orleans, Maicon Patrick, pouco antes da partida.

Com a estrela na camisa e a taça na sede, o Nova Orleans passou a ser olhado de maneira diferente, mas favoritismo parece passar longe do clube. “A gente vem com responsabilidade um pouco maior, mas existem equipes bem mais favoritas. Estamos longe de sermos um destes. Temos apenas 15 jogadores relacionados, mas temos elenco com 22 e alguns jogadores em teste, que podem entrar de acordo com a sequência do campeonato. Queremos fazer um elenco bem competitivo e que honre as cores do Orleans”, completou Patrick. Pela estreia, terá muito trabalho.

O jogo

 

Com dificuldades especialmente na conclusão de jogadas, o Nova Orleans viu um Urano bem na marcação e mais incisivo nos contra-ataques construir um placar elástico. Foi logo aos 19 minutos do primeiro tempo que Willian recebeu na área e tentou um voleio que saiu marcado, tocou nas duas traves e entrou mansamente no gol de Rogério, um dos remanescentes do título do ano passado. Foi a chave para que o Urano, que veio a campo com uma equipe experiente, jogasse ainda mais com tranquilidade , esperando mais erros do time da casa.

Na segunda etapa, após um bom começo em que levou perigo ao gol defendido por Yuri, o Nova Orleans começou a demonstrar ansiedade em buscar o empate. A ansiedade virou um passe errado no campo de defesa, aos 20 minutos, que virou um contra-ataque fulminante com Willian pela direita. O camisa 11 fulminou Rogério com um chute na gaveta, ampliando o placar.

O terceiro gol saiu de maneira semelhante. Aos 39 minutos, um passe errado virou outro contra-ataque do eficiente time do Urano, que já estava mais veloz desde a entrada de Luciano Pulga pouco antes do segundo gol. Willian teve novamente terreno pela direita, abriu caminho na marcação e foi ao fundo tocar para Adriano Marmita dar números finais ao placar a favor dos comandados de Serginho Jordão.

Muito espaço nos bancos

A exemplo do que aconteceu nas duas divisões do Campeonato Paranaense de Profissionais, a Suburbana enfrentou uma primeira rodada com as equipes com problemas para registrar atletas no novo sistema da CBF implantado neste ano. Desta feita, o Nova Orleans relacionou 16 dos 18 jogadores que poderia relacionar, enquanto que o Urano contou apenas com 15 atletas.

Nos juvenis foi o oposto

Na preliminar de juvenis, o Nova Orleans estreou com vitória de 3 a 0 sobre o Urano com três gols de cabeça. O zagueiro Igor fez duas vezes na primeira etapa após duas cobranças de escanteio idênticas do lado esquerdo. Gabriel Teixeira fechou o placar no segundo tempo ao concluir jogada em que o goleiro foi deslocado.

Ficha técnica

Nova Orleans 0 x 3 Urano

Estádio José Drulla Sobrinho, Orleans, Curitiba.

Nova Orleans: Rogério; Dudu, Eric, Márcio e Pikachu; Gema, Peteca, Pitt e Fernandinho (João); Vina (William Manfrom) e Davi. Técnico: Marquinhos Pateta.

Urano: Yuri. Diego (Felipe Vieira), Wissan, Nathan e Flavinho; Robson, Jhonatan (Luciano Pulga), Michael e Maicon; Richard (Adriano Marmita) e Willian. Técnico: Serginho Jordão.

Arbitragem: Eduardo da Silva Silveira, Diego Grubba Schitkovski e Weber Felipe Silva.

Gols: Willian (ACEU), aos 19′ do 1.º e 20′ do 2.º, e Adriano Marmita (ACEU), aos 39′ do 2.°.

Cartões amarelos: Dudu, Gema e Willian Manfron (UNO); Flavinho e Michael (ACEU).

Confira as imagens das partidas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Futebol Alternativo, Metrópole adentro

3 Respostas para “Tropeço marca começo de defesa de título do Nova Orleans

  1. Serginho Jordao

    Parabens pela materia.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: Placar da Rodada – Suburbana | Futebol Metrópole

  3. Pingback: Relembre a 1.ª Fase da Série A da Suburbana em 11 ESCENARIOS | Futebol Metrópole

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s