Como um time amador se prepara para a temporada – Parte 3 – Novidade na casamata e velhos ídolos em função nova

Esta série é uma parceria nossa com o Última Divisão. Confira aqui o link onde foi publicado primeiro.

Nesta temporada 2015, o Urano terá uma novidade no comando técnico, este parte fundamental na montagem da equipe. É Serginho Jordão, antigo auxiliar, que assume o lugar antes ocupado por Jorge Martinez. O novo comandante é bastante jovem, 36 anos, aposta do clube numa renovação de seu jogo.

 

Serginho Jordão treinará o Urano na Suburbana 2015

Serginho Jordão treinará o Urano na Suburbana 2015

 

“Participei como treinador de amadores fora da liga. Pela Varzeana, estive no Olympique e no comando da Seleção da New Holland no Sesiano [campeonato entre indústrias]. Fomos para final do Estadual”, apresentou-se o novo treinador, que está estudando para seguir na carreira cursando Educação Física e fazendo diversos cursos relacionados.

Na comissão técnica, Serginho Jordão terá a companhia de dois ídolos do Urano, pertencentes á geração das glórias, que acabaram de pendurar as chuteiras: o ex-atacante Laurinho e o ex-lateral direito Salário. “O Laurinho é meu auxiliar direto e o Salário ajudará como diretor. Eles têm as cores do Urano e estão nos ajudando muito”, afirmou Jordão.

 

Vitrine azul

Nos últimos anos, o Urano foi uma vitrine importante para técnicos chegarem ou retornarem ao profissionalismo. Na sequência de títulos, o comandante era Ary Marques, que então havia sido demitido das categorias de base do Paraná Clube. “Quando o Ary veio, era uma pessoa que ninguém mais ouvia falar. Como é amigo nosso, convidamos e ele aceitou trabalhar com amador, coisa que nunca tinha feito. Teve sucesso e alavancou a carreira, com vários times querendo”, contou o hoje presidente do Urano, Antônio Gonzaga. Após a passagem pelo Azulão, Marques foi campeão no Mato Grosso e recentemente treinou o J. Malucelli no Campeonato Paranaense.

O sucessor dele, após a ida para o Mato Grosso, foi Luciano Simm, que estava naquele momento pendurando as chuteiras como zagueiro do clube, função que tinha assumido após deixar de ser profissional. Após o Urano, Simm virou obervador técnico da base do Paraná Clube. “Ele estava jogando aqui por seis anos e disse que ia parar. Eu o convidei e ele aceitou. Foi um bom trabalho e trabalha com equipes de base. Fico feliz por ser mais um que o Urano lançou”, disse Gonzaga.

O sucesso de alguns de antecessores acaba sendo um incentivo para o novato Serginho Jordão. “O futebol amador é um caminho para treinadores e também atletas ingressarem o profissionalismo. É o caso de vários que passaram por aqui, como o Ary, o Luciano e também o Pequi, que jogou pelo Novo Mundo ano passado e esteve no Foz no Paranaense. A gente se inspira”, concluiu o técnico.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Futebol Alternativo, Metrópole adentro

Uma resposta para “Como um time amador se prepara para a temporada – Parte 3 – Novidade na casamata e velhos ídolos em função nova

  1. Pingback: Confira toda a série sobre a preparação de um time para a Suburbana | Futebol Metrópole

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s