“Bortolazo” do Nova Orleans leva decisão da Suburbana para o 3.º jogo

Vitória do Nova Orleans em pleno Bortolo Gava, faz decisão ir para o terceiro jogo

Vitória do Nova Orleans em pleno Bortolo Gava, faz decisão ir para o terceiro jogo

Se um empate decidia para o Operário Pilarzinho em seus domínios após vitória por 1 a 0 fora de casa, a lógica do mando de campo foi para o espaço neste sábado (13), no Bortolo Gava. O Nova Orleans venceu por 3 a 0 o seu adversário e levou a decisão para o terceiro jogo, quarta-feira (17), às 20h15, na Arena Vermelha, no Novo Mundo, campo neutro. O vencedor leva a Suburbana 2014, competição cheia de surpresas.

Juliano foi o nome do jogo ao marcar duas vezes. Enquanto que Victor fez o terceiro do time da Zona Oeste. O título é inédito para o Operário e não é conquistado há 20 anos pelo Nova Orleans.

O jogo

Precisando do resultado, o Nova Orleans dominou as ações. A volta de Giovani ao time deu mais dinâmica ao jogo do time de verde, que mostrou mais repertório que na partida do José Drulla Sobrinho. Por outro lado, o Operário sentiu falta de Thiago Oliveira, suspenso.

Erramos

Ao contrário do que havíamos publicado. Éder não estava suspenso. Tinha levado apenas o segundo amarelo na ida. Logo, o time do Orleans alinhou na frente com a mesma dupla do jogo de ida: Igor e Éder.

Brilha o 8

Cada time levou um susto antes da abertura do placar. Aos 22 minutos, Márcio salvou a bola em cima da linha. Aos 35, a bola bateu duas vezes na trave de Jura após finalização do ataque do Nova Orleans.

Aos 37 minutos do primeiro tempo, Juliano bateu firme para abrir o placar para o Nova Orleans após lançamento na área. O gol já garantia a realização do terceiro jogo. A reação do técnico Peterson foi dada já na virada para o segundo tempo ao sacar Thomas e Cristian Neguinho para colocar Willian Pablo e Thiago Piotto.

A classe operária vai ao ataque

Um gol era o que separava o Operário Pilarzinho do título e assim a equipe da Zona Norte foi ao ataque, mas de maneira desordenada. Quem brilhou então foi o goleiro Rogério, que fez importantes defesas.

O pênalti e o desmoronamento

Vinícius havia acabado de entrar em campo quando sofreu o pênalti, convertido aos 31 minutos do segundo tempo. A distância no marcador impactou os atletas do Operário e resultou no terceiro gol, o de Victor, logo aos 38 minutos.

Cartão?

O jogo teve uma marca curiosa: nenhum cartão foi dado pelo árbitro Selmo Pedro dos Anjos Neto.

Ficha Técnica

Operário Pilarzinho 0 x 3 Nova Orleans

Operário Pilarzinho: Jura; Patrick, Rodrigo (Djouma) e Thiago Gbur; Vá, Robson, Molão, Bitoca e Cristian Neguinho (Thiago Piotto); Erlon e Thomas (Willian Pablo). Técnico: Peterson.

Nova Orleans: Rogério; Buiú, Du, Márcio e Victor; Peteca, Alex, Juliano e Giovani (Tonton); Igor e Éder (Vinícius): Técnico: Oliveira.

Árbitro: Selmo Pedro dos Anjos Neto, auxiliado por Ivan Carlos Bohn e Rafael Dias de Melo.

Gols: Juliano (UNO), aos 37/1.º e aos 31/2.º; Victor (UNO), aos 38/2º.

 

Nos próximos dias, o Futebol Metrópole mostra um poucos dos personagens do jogo.

 

Confira as imagens do jogo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Futebol Alternativo, Metrópole adentro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s